Benzeu-se para roubar - Vitor Soares - Porto Alegre
Seja bem-vindo!

Se “derrotas” aconteceram, que elas não nos abalem. Antes, sejam encaradas como um aprendizado na conquista de vitórias. Sempre é tempo de recomeçar.

Benzeu-se para roubar

quinta-feira, 31 de maio de 2012


Bizarra esta notícia. Mas faz pensar. Na cidade paranaense de Manuel Ribas, câmeras de segurança flagraram o exato momento em que um ladrão entrava numa igreja para... furtar! Até aí, nada demais. Há muito que as igrejas deixaram de ser um lugar respeitado e temido por ladrões. O inédito do caso é que o bandido, antes de ingressar no tempo, fez o sinal da cruz. Benzeu-se para roubar. E teve êxito. Levou uma grana da secretaria da paróquia e outra do quarto do vigário, que guardava dinheiro para uma viagem internacional.
As religiões trabalham com dois elementos: o culto e a moral. Adotam rituais, gestos e orações destinados a proteger e ajudar os crentes. Isso é o culto. Mas também ensinam a prática do bem, do amor ao semelhante, do não fazer aos outros  o que não se quer para si. Isso é a moral. Tem gente que, das religiões, só pratica o culto. Rezam, fazem promessas, negociam com Deus, com anjos, santos e espíritos. Dirigem a eles louvores, oferendas e homenagens. Mas passam a vida toda sem dar o menor valor àquilo que deveria ser o fruto de sua fé: a prática do bem, a transformação moral, a reforma interior.
Está aí a diferença entre religião e espiritualidade. A religião, com seus ritos e mandamentos, nem sempre consegue espiritualizar o ser. Porque espiritualidade é questão pessoal. Valores que se cultivam na intimidade da alma. Transformadora, ilumina consciências e atitudes perante a vida. Há quem seja religioso só nas práticas exteriores. No culto, apenas.
Já o sujeito verdadeiramente espiritualizado, este o é em todas as circunstâncias da vida. Mesmo sem nunca entrar numa igreja. Como escreveu Léon Denis, ele tem “por templo o universo e por altar a consciência”
Autor: Milton Medran Moreira

0 comentários:

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Vá para Topo